segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Provence, Paris e outras coisas mais!


Quem sabe: Napolão Virgulino?
Nada melhor do que viajar. E viajar com os amigos mais queridos melhor ainda. Ah! Não posso esquecer de minha companhia de todas as horas: meu marido. Foi o que aconteceu comigo nestas férias de julho. Decidimos viajar desde fevereiro, assim eu, Patricia, Sueli e Ila programos a viagem mais fashion das nossas vidas. O roteiro foi proposto pela Patricia (Pattytour) e que roteiro... Primeiro Aix en Provence e a cidadezinhas em volta: Luberon, Avignon, Gordes... lugares lindos e cheios de mistério.
Passeando sob o sol causticante da Provence, em média 35o a 37o graus, percebi algumas semelhanças com minhas raízes, por exemplo, a maioria das pequenas cidades da região tem feira; Caruaru (cidade onde nasci) tem a maior feira do Nordeste. Cidades que vivem do artesanato,do turismo, da curiosidade alheia. Obviamente que se tem que guardar as devidas diferenças, mas o olhar do turista aproxima-o da sua terra, do seu habitat, pois as comparações, constantando ou não as semelhanças, são muitas vezes inevitáveis.
Citanto Otávio Ianni "quem embarca numa viagem não volta do mesmo jeito que foi", e foi isto que aconteceu comigo e acontece sempre que viajo. Percebi que antes de tudo ser feliz é o que conta e ser você mesmo em qualquer lugar, independente da aprovação alheia, são valores que não devemos esquecer nunca, não importam as críticas, os olhares meio desconfiados, mas o principal é aproveitar a oportunidade de ver paisagens diferentes, pessoas inusitadas e enriquecer o pensamento e alma. Tudo isto pode fazer qualquer viagem, mais qualquer viagem mesmo, muito mais interessante.

Nenhum comentário: